Newsletter

About Author

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Quando tudo é realmente especial é muito mais difícil de partir.


O que é amor? A palma de sua mão fica suada, seu coração acelera, e sua voz fica presa no peito? Isso não é amor, é gostar. Você não consegue manter seus olhos ou suas mãos longe dessa pessoa, estou certo? Isso não é amor, é desejo. Você esta orgulhoso, ansioso para mostrá-la? Isso não é amor, é orgulho. Você gosta dela porque você sabe que ela está lá? Isso não é amor, é solidão. Você está lá porque é o que todo mundo quer? Isso não é amor, é lealdade. Você está lá porque ela te beijou, ou segurou sua mão? Isso não é amor, é insegurança. Você continua com ela por causa de suas confissões de amor, porque você não quer machucá-la? Isso não é amor, é piedade. Você continua a pertencer a ela porque vê-la faz seu coração pular? Isso não é amor, é paixão. Você perdoa os erros dela porque você se importa com ela? Isso não é amor, é amizade. Você diz pra ela todos os dias que ela é a unica pessoa em quem você pensa? Isso não é amor, é mentira. Você daria todas as suas coisas favoritas em consideração por ela? Isso não é amor, é caridade. Seu coração quebra e dói quando ela está triste? Então é amor. Os olhos dela veêm seu verdadeiro coração e tocam sua alma tão profundamente que dói? Então é amor. Você continua com ela porque uma cegante, incompreensível mistura de dor e conexão puxa você pra perto e te segura lá? Então é amor. Você aceita os erros dela porque são parte de quem ela é? Então é amor. Você se sente atraído à outros, mas continua com ela fielmente e sem se arrepender? Então é amor. Você daria a ela seu coração, sua vida, sua morte?

Pense nisso por um segundo.